Institucional

Nosso Pároco

Nascido em 18 de Julho de 1974, na cidade de Gravatá (próximo ao município de Bezerros) no Estado de Pernambuco, sendo filho de Severina Cícera da Conceição e de Cicero Romeu da Silva; viveu na cidade até os seus 07 anos de idade e chegou há São Paulo em 1982, onde morou na Rua Serra de Itabaiana (favela na época) e passou a estudar na Pré-escola José Clemente Pereira, depois estudou na escola Prof. Emir Macedo Nogueira e completou o estudo primário na escola Brasílio Machado Neto e depois fez o colegial (na época) na escola Prof. Aroldo de Azevedo. Prestou vestibulinho na ETE Camargo Aranha e vestibular na Fundação Santo André, mas Deus queria outro destino para José Roberto Pereira.

Chegando a São Paulo, com 07 anos, moravam sua mãe, sua irmã Maria José e sua avó Cícera, e todos os domingos (José Roberto e a mãe) participavam da Missa às 7h da manhã na Paróquia da Reconciliação do Parque Santa Madalena, a qual, tinha a frente os padres combonianos. Ainda hoje se lembra de Pe. Danilo, com mais de dois metros de altura contando histórias trazidas lá da África. Também se lembra do saudoso Pe. Rafael, o qual atendeu a sua primeira confissão.

 

Jose Roberto lembrou-se daqueles que o educaram na vida de fé e na vida de comunidade, como os catequistas: Carlos, Ednei e sua esposa Salete, Dona Laura, Adriana, Margarete, Maria José, Áurea e tantos outros que o ajudaram a se tornar o que é hoje na fé, e com os quais aprendeu muito. Lembrou-se que foi na sua turma de Crisma onde aprendeu a gostar do trabalho social e engajou-se na missão de evangelizar as crianças e os jovens nas praças. E com o passar do tempo foi se preparando para o Sacramento da Crisma e lembrou-se do grandioso dia da vinda do Espírito Santo sobre todos, ele e mais de 80 jovens ali reunidos, tendo como Presidente da Celebração o saudoso Dom Décio Pereira e como concelebrante o Pe Savério Xavier (o qual luta incansavelmente para tirar os jovens das drogas e do mundo do crime).

Com o passar dos anos um dia chegou para participar da missa das 10h e lá estava um jovem de cabeça raspada, bronzeado e sentado na salinha (sacristia), José Roberto deu bom dia e nem imaginava que ao começar a missa aquele era o celebrante: Pe Eduardo Ap. Araújo, Eduardinho, que o ensinou muitas coisas. Logo após a sua estadia conosco veio o Pe Luiz Paulo de Souza e através dele conheci o Carlinhos (hoje Pe José Carlos Brum - Dioc. de Campo Limpo - Embu) que vindo do sul trabalhou conosco na paróquia e nos ensinou muitas coisas, especialmente no âmbito da liturgia.

Durante toda a sua adolescência e juventude aprendeu com os padres e amigos da paróquia o gosto pela música e pela liturgia, pois foi e é na liturgia e durante a mesma que fazemos a experiência do Deus Vivo e Verdadeiro. Fez cursos de canto com a Ir. Miria Kollling, e participou dos encontros de liturgia promovidos pela Região Belém; cantou durante algum tempo nas missas de quinta-feira (missa dos casais) e aos domingos na missa da catequese; manteve por um bom tempo, um coral com crianças da catequese (estes dia, teve o privilégio de encontrar um dos seus pequeninos, que hoje já crescido disse-me: “eu já cantei no seu coral”; após muito tempo de caminha nas comunidades eclesiais de base e aprendendo com a luta junto ao povo José Roberto fez uma experiência que mudou sua vida.

José Roberto foi convidado por um amigo: Luiz Carlos Garcia (Luizinho) para participar da Escola Paulo Apóstolo uma escola do bairro Teotônio Vilela na Cohab onde então, conheceu a Comunidade Católica Espaço Vida que tem como seu coordenador o Silvio Afonso, pelo qual tem enorme admiração; também conheceu a Hosana esposa de Silvio e Marcelinho (hoje Pe Marcelo Delcin que com o tempo passou a ser da turma de José Roberto no seminário);

Após o seminário de Vida Plena no Espírito José Roberto fez a experiência que o levou a compreender o verdadeiro amor de Deus derramado sobre toda a sua vida, pois no dia em que clamávamos o Batismo no Espírito (Efusão do Espírito Santo), uma senhora de nome Marinez (que hoje não tem mais noticias) orava por ele e disse-lhe: "o Senhor espera de ti uma resposta!". Confessou-nos irmãos que na hora ele não sabia o que pensar (falta algo) e com o tempo tudo foi se transformando em minha vida. Até que um dia....

Após o Pe Eduardo ser transferido da Paroquia para a Par. Santa Luzia no Sapopemba, José roberto foi procurá-lo e disse-lhe que havia algo estranho que gostaria de conversar, Pe. Eduardo então lhe disse: "é vocação, não é?" e imediatamente José respondeu: "não sei, mas me deixa muito inquieto!" e após conversarmos ele me encaminhou para o Pe Manoel (no Jd.Aricanduva) o qual era responsável pela Pastoral Vocacional e no mês seguinte José Roberto começou a fazer os encontros, e uma vez por mês arrumava uma desculpa para sua mãe para sair no último domingo do mês.

Durante aquele período conheceu pessoas maravilhosas: Ir Aparecida (Ir. Angélicas), Ir Rosana (Salesiana), Boris (hoje Pe Boris, que também foi seu professor na Faculdade de Teologia); Osterno (hoje Pe Osterno, que foi Barnabita); Pe Márcio Leitão, Pe Jorge Bernardes, Ir. Manuela (Carmelita - Dioc. Campo Limpo) e muitos outros. Fez uma semana de experiência com os padres Barnabitas (Santo Antonio Maria Zaccaria) em Belo Horizonte, mas ele viu que seu lugar era na sua diocese! Após um ano e meio de acompanhamento vocacional entrou para o Seminário Propedêutico Nossa Senhora da Assunção e Frei Galvão, até então no Bairro do Tatuapé, na Rua Maria Cândida - Paróquia Cristo Rei (que lembranças boas!); tinha uma convivência muito sadia com os moradores do seminário: Iraildes, Raimundo, Francisca, Maria, Cida, etc. e crescemos muito fazendo a missa com fantoches para as crianças da cresce Cristo Rei e para os alunos da Escola Espírito Santo (Tatuapé). Os formadores de José Roberto em seu primeiro ano foram: Pe José Miguel de Oliveira e Pe Edivaldo Melo.

No Ano seguinte iniciou Filosofia, no Seminário Santo Cura d'Ars (Freguesia do Ó), na rua Manoel de Arzão - Par. Mãe de Deus. Foram seus formadores Pe Valeriano dos Santos Costa, Pe Abério Crhiste, Pe Raimundo Rosimar, Frei Osmar Cavacca, Pe Antonio Carlos Rossi Keller (hoje Dom Antonio - Frederico West Fallen); Pe João Lirio Talarico e tantos outros professores. Lembrou-se especialmente das aulas de canto da Prof. Lidia e do seu esposo Oscar.

Em 2001, foi trabalhar na Paróquia Santo Antônio do Limão (Região Santana) acompanhando as pastorais, a catequese, o grupo de Acólitos, coroinhas e ministrantes; e ali conseguiu com a ajuda de algumas pessoas iniciarem a EVP (Equipe Vocacional Paroquial) e aprende muito com aqueles jovens e com a vivência litúrgica daquela comunidade.

No ano de 2002 trabalhou na Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Vila Zatt- Pirituba (Região Brasilândia) desenvolvendo ali os aspectos pastorais Litúrgicos acompanhando a catequese aos jovens, aos ministros extraordinários da Comunhão Eucarística, assim como, auxilio-os, numa das maiores festas da região ( Nossa Senhora Aparecida e Santo Expedito).

No Período de 2003/2004 já na Teologia foi trabalhar na Paróquia Nossa Senhora da Anunciação - Vila Guilherme - ( Região Santana) Cuidando dos coroinhas, da Liturgia, catequese, equipe vocacional paroquial, jovens, etc... Realizamos juntos aos jovens o primeiro baile anos 60.

Em 2005 foi para Paróquia de Santa Cecília, e lá acompanhou a catequese, e as demais pastorais e sobre tudo os jovens, e no seu primeiro ano na paroquia trabalhou em conjunto com seminarista Wilson Pereira (hoje diácono) realizamos naquele ano a campanha do agasalho e as visitas aos jovens que estavam se preparando para o sacramento da Crisma; e no final deste mesmo ano ordenara-me diácono pelas mãos de Dom. Cláudio Cardeal Hummes (hoje Congregação para o Clero).

Em 2006 - Continuou o trabalho, já como diácono atendendo às famílias com bênçãos, acompanhando as pastorais, ministrando os sacramentos do Batismo e do Matrimônio e acompanhando as Filhas de Maria como diretor Espiritual orientando os coroinhas e iniciando o trabalho com os Acólitos. Foram seus reitores do seminário de Teologia Bom Pastor: Pe José Miguel de Oliveira (pai e amigo) e Pe Vitório Moregola.

No dia 25/02/2007 - Foi ordenado Sacerdote pelas mãos de D. Manoel Parrado Carral, na época Administrador Apostólico desta Arquidiocese. Foi um momento de intensa experiência de Deus em que José Roberto pode sentir o quanto Deus o ama e que pode perceber ali o quanto começou a dar a resposta tão esperada por Deus.

Hoje encontra-se junto a todos as pastorais de nossa Paróquia, envolvido por um desejo muito grande que surgiu em seu coração e também no coração desses jovens de nossa Paróquia: Lourdes e Jocimar que ao percebermos a necessidade dos nossos jovens e de nossa vida agitada no bairro de Vila Buarque/ Santa Cecília, resolvemos então criar em nossa paróquia a "CRISTODANCE", um Projeto de Evangelização que visa evangelizar os jovens e suas famílias através da música e da oração. No dia 15/11 de 2008 José Roberto foi nomeado junto a Arquidiocese de São Paulo, Assessor Eclesiástico da Renovação Carismática Católica e também tenho junto a Comunidade Canção Nova desde 2007 a participação no Programa Encontro com a Misericórdia (todas as terças as 15:00 h) e as sextas-feiras das 21:00 h as 22:00 h o Programa Dai-nos a Benção pela Rádio América - "sempre uma Canção Nova em sua vida" (Am 1410).

Hoje é sacerdote para a Glória de Deus-Pai e para este povo que a cada dia o santifica e tras presente cada pessoa que já passou, está passando e passará em sua vida através do seu lema sacerdotal: "Sede pastores do rebanho confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; não como dominadores, mas antes, como modelos do rebanho" (1Pd 2, 5)

Que Deus abençoe a todos os jovens envolvidos nesse projeto e nos faça a cada dia fieis discípulos de Cristo " transformando sempre o nosso pranto em dança". (Henry Nouwen)

 

 

Pe. José Roberto Pereira - Assessor Eclesiástico da RCC - Arqui SP e Pároco na Paróquia Nossa Senhora da Consolação